Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Porque seu professor de história não fala o outro lado da história?



Porque seu professor de história não fala o outro lado da história?




Assista ao vídeo!

A intervenção dos professores de história só mostra um lado, o lado que houve a luta armada, porém a luta armada de apenas um lado. Eles não mencionam que houve um outro lado que assaltava, matava, sequestrava, explodia bancos, torturam e defendiam que a bandeira brasileira fosse vermelha.

Esse outro lado da história, dos avanços tecnológicos, das criações de empresas essenciais para o desenvolvimento do país,das construções de rodovias, aeroportos, de portos, das hidroelétricas, investimentos na exploração de petróleo, do período da década de 70 que ficou conhecida como "milagre econômico", das aprovações e criações dos direitos trabalhistas como PIS, INSS, 13° salário, seguro desemprego, férias. Nada disso te contam, apenas o lado negro que dos fatos.

Pois é, a alienação educacional neste país funciona e funciona muito bem. Se for para viver uma época de avanços como ocorreu na década de 70, sim, eu apoio o "governo militar", pois os números atuais até vinham melhorando a cada ano, graças ao período que se iniciou os avanços.

Mas de alguns pra cá, temos visto o desmonte do estado por meio de alto escândalos de corrupção. Não que não houvesse naquela época, claro, a corrupção existe desde dos períodos feudais, mas desenfreada como os dias atuais e na cara da população, é absurdamente vê e não poder fazer nada, apenas assistir e aplaudir os "senhores de estado" saquear, desviar e extorquir sua população por meios da "legalidade jurídica".

Até quando os cidadãos brasileiros irão suportar a atual situação e ficar atônitos aos inúmeros casos que tiram deles próprios (o cidadão), o desenvolvimento pessoal e profissional e as realizações dos seus sonhos? Até quando caríssimos leitores?

Até quando caríssimos leitores?


sexta-feira, 25 de maio de 2018

Caminhoneiros batem o pé e diz que o Governo emitiu nota falsa ao povo brasileiro, assistam o vídeo!

A greve acabou?


Segundo os líderes do movimento "Caminhoneiros do Brasil", o governo federal emitiu nota falsa em rede nacional alegando que o movimento tinha dado trégua por 15 dias. Segundo os líderes do movimento, o governo federal convocou-os para uma reunião emergencial no gabinete da Casa Civil junto ao Ministro Henrique Meirelles para tratar das reivindicações pautadas pelos caminhoneiros, mas quando chegaram ao encontro, vossos nomes não estavam na lista. Com todo esse transtorno, os líderes dos movimentos bateu o pé e disse que a greve continua. Entendam o caso!








Aos nossos leitores, uma excelente leitura e reflexão!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

CAERN, porque extorquir a população da região Potengi? Cobrar e não fornecer é legal?

A região Potengi está a sofrendo com a falta d'água constante e com as cobranças das contas "indevidas" também. 


A população da região Potengi vem passando por uma fase crítica ao longo de alguns anos com a falta do abastecimento de água por parte da CAERN - COMPANHIA DE ÁGUAS E ESGOTOS DO RIO GRANDE DO NORTE. Localizada na Mesorregião do Agreste potiguar e formada por 11 municípios, a região Potengi hoje conta com uma população de quase 90 mil habitantes, segundo dados do IBGE/2017. 

(fotos ilustrativas)




A questão da falta de água vem ocorrendo constantemente na região, tendo sido agravada com a estiagem das chuvas e a seca dos reservatórios de águas que abastecem o Estado. Porém este ano já tivemos um bom volume de água com às chuvas que caíram sobre o Rio Grande do Norte e isso ajudou à encher alguns reservatórios que estavam secos e a elevar o nível de outros, que estavam em situações precárias. A população por sua vez entende que se não há chuvas, não há água suficiente, isso é um fato. Porém, com as chuvas que caíram no RN este ano, seria realmente necessário manter o racionamento da forma que está sendo? 


Os "técnicos" da EMPARN e da CAERN obviamente funcionários do setor publico, claramente irão dizer que sim, que se abrirem o abastecimento de água para as cidades daquela região, mesmo que esta abertura intercale períodos de "dia sim, dia não", todo esse processo pode comprometer os reservatórios de águas do RN. Mas ai surge a pergunta: "Se" não há abastecimento de água para a população que supra suas necessidades, porque as cobranças das contas de água não param de chegar assim como o abastecimento?


Porém como cidadão e leitor, sempre buscamos compreender os procedimentos corretos, os nossos direitos e deveres, e para informar-lhes disto caríssimos leitores, realizamos uma pesquisa sobre a "cobrança de água indevida" e constatamos o seguinte: De acordo com o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor, os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais contínuos.


Parágrafo único. Nos casos de descumprimento, total ou parcial, das obrigações referidas neste artigo, serão as pessoas "jurídicas" compelidas a cumprir-las e a reparar os danos causados, na forma prevista neste Código. Assim, o fornecimento de água deverá ser contínuo, não sofrendo interrupção exceto para manutenção, por casos fortuitos ou problemas que obriguem as empresas a esse procedimento.

Se o "corte da água for constante em determinada região", sem qualquer ocorrência de força maior, os "consumidores devem solicitar esclarecimentos á própria empresa", com base no Inciso III, artigo 6º do já mencionado Código, que diz:
" É direito básico do consumidor: a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade e preço, bem como sobre os riscos que apresentem. "

"Quanto a possíveis prejuízos, decorrentes da falta de água, o ressarcimento só é possível através da esfera judicial."

Neste caso prezado leitor, vocês que moram na região Potengi, "literalmente" estão sendo extorquidos pelo órgão publico do Governo do Estado, que mesmo com o racionamento do abastecimento de água, mantém a cobrança dos valores referente as contas mensais, que obrigatoriamente deveriam ser cobradas apenas pelo consumo mensal da água.

Como qualquer estatal que não dar um "ponto sem nó", a CAERN sempre alega que os moradores não pagam aquilo que consomem, apenas uma taxa "simbólica" mensal, salvo engano consumidores que mantém hidrantes para medir o consumo médio mensal, mas sabemos que essa "taxa mensal simbólica" equivale ao valor médio de consumo por habitantes. Sinceramente, nós consumidores não podemos ser lesados a estes tipos de serviços fornecidos a população. Cabe aos representantes do povo buscar junto aos órgãos competentes as resoluções necessárias para o problema.

Diante da omissão dos governantes, cabe a VOCÊ caro consumidor ir atrás dos seus direitos perante a lei e exigi-la que seja cumprida conforme mostrado na matéria. Não esperemos que os gestores municipais resolvam algo em que os próprios fazem parte de um sistema e se omitem de cobranças aos governos superiores. De fato, é necessário que cada qual busque a informação, o seu direito e o dever como cidadão brasileiro. Esperamos que a CAERN esclareça os motivos da falta de água constante na região Potengi e as cobranças que não param de chegar, mesmo que os consumidores não usufruam do produto.

Aos nossos leitores, uma excelente leitura e reflexão!   

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Eles prometeram, organizaram, aderiram e executaram. As BR´s do Brasil hoje amanheceu parada.

Caminhoneiros cumprem e param o Brasil!


Hoje, dia 21 de maio de 2018 o Brasil amanhece parado. Um protesto organizado pelo "Movimento dos caminhoneiros do Brasil" literalmente "PAROU" a maioria de todas as rodovias do país. O protesto se dar pelos os aumentos repetitivos dos combustíveis no país, onde de fato está pesando muito no bolso do brasileiro. Isso tem gerado muita revolta em todas as camadas da sociedade, inclusive na classe trabalhadora dos caminhoneiros, que de forma direta ou indireta transporta todo o PIB do país, sua produção de grãos para os portos que fazem o escoamento e os demais produtos que o consumidor compra e paga muito caro através do preço do frete. Vejam algumas fotos!









Com o aumento constante dos combustíveis, a população brasileira vem sofrendo pelo auto preço a se pagar. O governo tenta justifica alegando que o preço do barril para exportação está caro e com a alta do dólar isso afeta diretamente o consumidor. Porém não é bem isso que o consumidor e os donos de postos de combustíveis veem nestes aumentos constantes. Muitos sabem que, com os saques de dinheiro "furtado" da petrolífera, através da corrupção no país, a conta chegaria como sempre chegou para a população que já sofre com as altas taxas de impostos. E mais uma vez o governo joga a conta no colo do consumidor brasileiro. Infelizmente é uma realidade vivida nos dias atuais e muitos torcem que o mercado venha se recuperar da quebra que sofreu. No mais, ficaremos pedindo aos seus que nos deem condições de trabalhar para pagarmos essa conta, mas nem isso tá sendo possível, visto que quanto mais impostos se cobram da população, das empresas e empresários, o mercado tende fechar as portas para a economia do país. É, que o divino proteja essa nação tão sofrida!


Abaixo segue detalhes de algumas das rodovias que amanheceram interditas. Informações recebidas via Whatsapp!







Aos nossos leitores, desejamos uma excelente leitura e reflexão.

domingo, 20 de maio de 2018

O movimento dos caminhoneiros do Brasil "Unidos pelo Brasil" arquiteta greve geral nesta segunda-feira.

O Brasil realmente vai parar no dia 21 de maio de 2018?


É o que garante, segundo o "Movimento dos caminhoneiros do Brasil". 







Caminhoneiros prometem paralisação para amanhã, segunda-feira.



Os aumentos seguidos nos preços do diesel levaram os caminhoneiros autônomos a programarem uma paralisação em todo o país a partir de segunda-feira, se não forem atendidas uma série de reivindicações apresentadas ao governo federal.


Os caminhoneiros querem a redução da carga tributária sobre o diesel. Reivindicam que a alíquota de PIS/PASEP e Cofins e a isenção da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sejam zeradas. Os impostos representam quase a metade do valor do diesel na refinaria. Segundo eles, a carga tributária menor daria fôlego ao setor, já que o diesel representa 42% do custo da atividade.

“O dia D foi nesta sexta-feira”, disse o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), que reúne 700 mil caminhoneiros autônomos — não ligados às transportadores. Ele faz referência a resposta às reivindicações aguardada pela categoria até esta sexta-feira no final do dia. “A intenção não é fechar rodovias, mas os caminhoneiros não vão sair de casa, não vão carregar os caminhões.” O transporte rodoviário responde por 56% de tudo que é fabricado e consumido no país e os autônomos transportam a maior parte da carga rodoviária.

Por causa dos reajustes diários no diesel, os caminhoneiros autônomos dizem estar no limite. Nos últimos 12 meses, o diesel subiu 15,9% no posto. O aumento é resultado da nova política de preços da Petrobras, que repassa para os combustíveis a variação da cotação do petróleo no mercado internacional, para cima ou para baixo. Nos últimos meses, porém, o petróleo tem apresentado forte alta — nesta quinta-feira (17), o barril chegou a bater na casa dos 80 dólares, valor que não registrava desde novembro de 2014.

Os motivos da alta são principalmente geopolíticos, somados aos 17 meses de redução da produção dos países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). “Os fatores geopolíticos não vão arrefecer rápido, por isso, o preço não vai cair, mas pode estimular investimentos para aumento de produção em países como o Brasil”, disse Maurício Tolmasquim, professor da Coppe/UFRJ.

A reivindicação dos caminhoneiros é apoiada pelos donos de postos de combustíveis, que dizem estar perdendo margens com os aumentos de preços. Segundo o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, o setor vai sugerir ao governo a redução dos impostos sobre os combustíveis e também que a Petrobras faça o reajuste em intervalos maiores.



Aos nossos leitores, desejamos uma excelente leitura e reflexão. 


Jeimyson Azevedo, as limitações não o vencem, ele vence suas limitações. E você? Continua se lamentando?


Caro leitor,


(acesse o link)


Seus dias tem sido difícil? Não está conseguindo realizar seus sonhos, seus objetivos, não está conquistando o que deseja? A sua fé, a sua esperança e às suas convicções não condizem com seus pensamentos? Realmente está muito difícil?

Não, não mesmo. A sua mente tem o poder de limitar os seus sonhos, de limitar seu foco, seus objetivos, sua fé, sua esperança e a sua vitória. Acredite, os seus sonhos sempre dependerão da sua mente, do trabalho que tens com ela, da vontade que vem lá do fundo do seu subconsciente de vencer.

Há muitos mistérios, muitos estudos, muita ciência envolvida no desenvolvimento da mentalidade humana, mas nada é tão grande quanto a vontade de conseguir vencer seus limites e seus esforços.

Jeimyson Azevedo é um exemplo de superação, força, determinação, foco, fé e de vitórias. Quem conhece a sua história sabe que o rapaz quase teve um fim trágico, gerado pela violência cotidiana do Rio Grande do Norte, quando em um assalto ao estabelecimento que o mesmo trabalhava como segurança, um dos assaltantes sem dó e sem piedade atirou contra o mesmo deixando-o paraplégico.

Na batalha pela vida, sempre muito valorizada, pelo amor ao próximo, pela fé em cristo, pela certeza de dar a volta por cima e acreditar que um milagre aconteceu, Jeimyson Azevedo hoje luta para conseguir voltar a andar, de ter uma vida normal como antes, conseguir mostrar ao próximo o amor de cristo que é infinito.

Mas caro Jeimyson Azevedo, a sua batalha pela vida já nos mostrou que a limitação humana está impregnada apenas na mente e que a vontade e o sonho de vencer todos nós podemos conquistar, independente de suas limitações. O mais prazeroso da vida é luta, é vencer, é batalhar, é conquistar cada passo dado, cada momento vivido, cada experiência adquirida, como se fosse a última em nossas vidas.

És um exemplo de que conseguir vencer, perder e lutar para vencer novamente, só depende de cada um de nós. Emocionado com a evolução do seu tratamento, das suas conquistas, de mostrar que sim, nós podemos vencer de novo. Eu dedico está reflexão para todos aqueles que acham que já perderam tudo, mesmo estando com a sua perfeita, mas sem exercitar a mente, sentem-se incapacitados de conseguir vencer.

Um belo exemplo de superação! #VencerÉnuncaDesistir, obrigado Jeimyson Azevedo por nos mostrar o valor da vida.


Aos nossos leitores, desejamos uma excelente leitura e reflexão. 

O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO IRÁ ESCOLHER "O REITOR" DE 11 UNIVERSIDADES FEDERAIS, DENTRE ELAS A UFRN

O Presidente Jair Bolsonaro poderá escolher o reitor de 11 universidades federais neste ano. O motivo: nos últimos dias da gestão Michel T...